MEP e PNUD assinam acordo para o reforço de parques industriais rurais

A parceria entre o PNUD e o MEP tem como objectivo apoiar o Ministério da Indústria e Comércio a estabelecer uma plataforma de monitoramento de investimentos, acessível a empresas e instituições públicas em todo o País.

Angola /
23 Mai 2022 / 10:12 H.

O Ministério da Economia e Planeamento (MEP) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Angola, assinam nesta segunda-feira, 23, um acordo de financiamento e cooperação no âmbito do reforço dos parques industriais rurais em Angola.

Segundo uma nota do MEP, o acordo, avaliado em 1,2 milhões USD e será assinado pelo Ministro da Economia e Planeamento, Mário Augusto Caetano João, e pelo representante residente do PNUD em Angola, Edo Stork, em Luanda.

Sendo a diversificação económica uma prioridade nacional, o Governo angolano tem envidado esforços para desenvolver acções que visam acelerar a indústria transformadora.

Neste sentido, o PNUD apresenta-se como um dos parceiros estratégicos do Governo para a implementação das intervenções prioritárias para acelerar o processo de diversificação e transformação rural.

A parceria entre o PNUD e o MEP tem como objectivo apoiar o Ministério da Indústria e Comércio a estabelecer uma plataforma de monitoramento de investimentos, acessível a empresas e instituições públicas em todo o País.

A Plataforma reunirá informações abrangentes não apenas sobre como os investidores respondem ao ambiente de negócios angolano, mas também sobre como eles impactam o emprego, o desenvolvimento de habilidades e a difusão da tecnologia.

O projecto irá fortalecer as acções do Instituto Industrial e Inovação Tecnológica de Angola (IDIIA) no sentido de reforçar os parques industriais rurais com o objectivo de acelerar a diversificação económica nas áreas rurais, incluindo o reforço do quadro legal e da operacionalização dos parques industriais rurais.