Investimentos espanhóis em Angola atingem 518 milhões de euros

Angola tornou-se um país estratégico para o crescimento externo de Espanha em África. As relações de cooperação bilateral entre Angola e o Reino de Espanha têm como base o Acordo Geral de Cooperação assinado a 20 de Maio de 1987.

Luanda /
13 Out 2022 / 08:43 H.

O valor acumulado dos investimentos espanhóis em Angola atingiram 518 milhões de euros, desde 2018, colocando o país no 49º lugar como destino dos seus investimentos, disse o embaixador de Espanha em Angola, Manuel María Lejarreta Lobo.

Segundo uma entrevista concedida ao Jornal de Angola, Manuel María Lejarreta Lobo, explicou que esse valor resultou do facto de a Espanha ter, actualmente, mais de 60 empresas a operar em Angola, em sectores distintos como o da energia, banca, construção e agricultura.

Destacou que existem numerosas empresas espanholas a desenvolver projectos em sectores como o tratamento de água, refrigeração industrial, saúde, educação, formação e geologia, explica o embaixador.

Manuel María Lejarreta Lobo disse que “as boas relações económicas entre os dois países são postas em evidência pelo facto de em 2020 a Espanha ter exportado para Angola 87 milhões de euros e importado bens no valor de 548 milhões de euros”.

O plano Foco África 2023, continuou, vai canalizar apoio institucional para os investimentos das empresas espanholas no continente.

Acrescentou que com Angola e mais seis países africanos, Espanha pretende construir relações distintas, mais abrangentes, baseadas na cooperação mútua, entre a Europa e África.

“Mas o plano espanhol é mais ambicioso e deseja tornar-se no país de referência da União Europeia para o continente africano”, enfatizou.

Na senda deste plano, em Agosto deste ano, por exemplo, disse o embaixador, foram emitidos mais de 600 passaportes, quando em regra são 4000 a 4 500 vistos por ano, que perfazem uma média mensal de 350 a 380, entre turistas, trabalho e estudantes.

Em relação ao processo de diversificação económica, disse que Angola está a seguir uma estratégia bastante inteligente, onde a Espanha pode participar.

“Temos um forte potencial na agro-indústria e nas energias renováveis, duas áreas em que podemos e muito cooperar. Há também o sector do turismo. Antes da pandemia, recebíamos 84 milhões de visitantes/ano”, frisou.

As relações de cooperação bilateral entre Angola e o Reino de Espanha têm como base o Acordo Geral de Cooperação assinado a 20 de Maio de 1987, e o Acordo Complementar ao Acordo Geral assinado em Novembro de 1987.

A cooperação entre os dois países tem-se intensificado no sector empresarial com a presença de empresas espanholas em Angola.