Governo lança concurso público internacional para gestão do aterro dos Mulenvos

O ministro da Economia e Planeamento, Sérgio dos Santos, anunciou, recentemente, em Luanda, a abertura do Concurso Público Internacional para transformar o Aterro Sanitário dos Mulenvos (ASM) em Centro de Valorização de Resíduos e garantir a geração de fertilizantes e energia, para dinamizar a economia circular.

Luanda /
30 Mar 2021 / 08:49 H.

Segundo Sérgio dos Santos, nas vestes de coordenador da equipa intersectorial criada para a organização do concurso, todos os investidores nacionais e estrangeiros interessados podem participar nos procedimentos do concurso. O mesmo vai estar disponível na plataforma electrónica do Serviço Nacional de Contratação Pública do Ministério das Finanças, a partir de 30 de Abril e será implementado por via de parceria público-privada.

Dados do estudo de viabilidade realizado pelo Ministério da Economia e Planeamento estimam que, na província de Luanda, se produz, anualmente, cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos e 45% tem potencial de reutilização como matéria-prima para a indústria, 35 como fertilizantes e os restantes 20 poderiam ser utilizados na produção de energia.

Negócio aberto a parcerias

Para além do Concurso Público Internacional para transformar o Aterro Sanitário dos Mulenvos (ASM) em Centro de Valorização de Resíduos, procedeu-se também ao lançamento de um segundo concurso público.

Nas explicações do ministro Sérgio dos Santos, a “primeira grande oportunidade de investimento” no sector de resíduos sólidos produzidos em Luanda está no ASM, daí que as autoridades estão abertas a receber propostas de parceria público-privada para a sua requalificação.

Já a segunda grande oportunidade é o desenvolvimento de negócios da fileira produtiva de valorização de resíduos sólidos na província de Luanda, sobretudo para os que possuam “projectos de recolha diferenciada de resíduos”.