FMI e Banco Mundial preparam perdão de dívida à Somália

O Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial (BM) estão a finalizar um acordo que vai garantir o perdão de parte da dívida da Somália, que chega a quase cinco mil milhões USD.

14 Fev 2020 / 11:36 H.

“Este plano de financiamento vai ajudar a mobilizar os recursos de que a Somália precisa, e está dependente de um esforço global que é feito com dinheiro proveniente dos recursos internos do FMI, que são postos de parte ao longo dos anos precisamente para estes casos”, acrescentou director de comunicação do FMI, Gerry Rice, citado pela Lusa.

O mecanismo usado pelo FMI, acrescentou, “envolve distribuir os fundos aos Estados-membros e depois pedir que, voluntariamente, os devolvam para poder ser usados para o alívio da dívida, e já foi feito com sucesso no caso da Libéria e envolve uma maneira justa de distribuição, por isso não é um país particular que paga, são todos os países, por serem membros do FMI”, respondeu, quando questionado sobre quais os países que iam suportar o perdão de dívida.