Empresas estrangeiras “disputam” concessão da ferroviária de Benguela

Três empresas estrangeiras, incluindo uma chinesa, estão a licitar a concessão do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), que liga a costa angolana às repúblicas Democrática do Congo e da Zâmbia.

Luanda /
24 Fev 2021 / 13:52 H.

O concurso público internacional prevê a exploração de uma pista de 1334 quilómetros a ser reconstruída a um custo de dois mil milhões USD.

De acordo com a Angop, a partir da página virtual da “The China-Lusofhone Brief”, o concurso atraiu também uma empresa dos Estados Unidos e outra da Alemanha.

O CBF liga o porto do Lobito ao Luau, na província oriental do Moxico, e daí segue à República Democrática do Congo e à Zâmbia, pelo que o vencedor do concurso terá que “investir pesado” para a reabilitação da infra-estrutura e os trens.

A qualidade das estradas, caminhos-de-ferro e portos em Angola continua a ser um dos desafios para o desenvolvimento do País, apesar dos grandes investimentos realizados na última década.

Um novo plano de Governo poderá resolver alguns dos constrangimentos, de acordo com um estudo recente da consultoria Eaglestone Securities.

Desde 2002, acrescenta o site, as autoridades têm feito grandes investimentos na reabilitação de estradas, ferrovias, portos marítimos e aeroportos.