Empreiteira da barragem de Caculo Cabaça e trabalhadores chegam a acordo

Segundo um comunicado de imprensa, a assinatura do acordo que visa pôr fim ao “braço de ferro” entre as partes será testemunhado pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges.

Luanda /
20 Jun 2022 / 10:15 H.

Um acordo Colectivo de Trabalho com objectivo de pôr fim ao “braço de ferro” entre a empresa CGGC (responsável pela construção do Aproveitamento Hidroeléctrico de Caculo Cabaça) e a Comissão Sindical dos trabalhadores vai ser assinado hoje, segunda-feira, 20, na província do Cuanza Norte.

Segundo o Ministério da Energia e Águas, o acordo a ser assinado tem como objectivo responder as reivindicações apresentadas pelos trabalhadores, na sequência do incidente que envolveu trabalhadores e efectivos de segurança no interior do projecto.

De acordo com um comunicado de imprensa, a assinatura do acordo que visa pôr fim ao “braço de ferro” entre as partes será testemunhado pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges.

Entre as exigências constantes do caderno reivindicativo destacam-se aumentos salariais, melhores condições laborais, alimentação e assistência médica e medicamentosa.

Depois de auscultar os trabalhadores e a direcção da construtora, o ministro João Baptista, Borges, orientou que seja encontrado um entendimento entre as partes conforme a lei.