Correios registam queda nas receitas

Gonçalves Clemente Rui diz que os valores arrecadados em 2021 resultaram de serviços de correios internacionais, aluguer de caixas postais e do uso de internet por pessoas singulares e colectivas.

Luanda /
07 Jan 2022 / 14:01 H.

Os Correios de Angola na região Centro-Sul do país arrecadaram, no ano que terminou, 20 milhões 687 mil 685 kz, menos 528.201 kz, comparativamente ao ano de 2020, noticiou a Angop.

Em 2020, os Correios de Angola no Centro-Sul, que compreende as províncias do Huambo (sede regional), Bié, Cuando Cubango e Cuanza-Sul, arrecadaram 21 milhões 515 mil 886 Kz.

Os dados foram avançados, ontem, pelo chefe da Secção Administrativa da instituição, Gonçalves Clemente Rui, quando procedia ao balanço das acções desenvolvidas ao longo do ano. Gonçalves Clemente Rui disse que os valores arrecadados em 2021 resultaram de serviços de correios internacionais, aluguer de caixas postais e do uso de internet por pessoas singulares e colectivas.

Quanto à redução das receitas, apontou a situação macroeconómica que o País atravessa, agudizada pela pandemia da COVID-19, como sendo a principal causa, ao deixar os cidadãos com pouca capacidade financeira para fazer recurso aos serviços prestados pela instituição.