Cinco bancos cumprem com o limite de crédito

Apenas cinco das 14 instituições bancárias abrangidas nas políticas de apoio do sector produtivo cumpriram com o limite mínimo de conceder 2,5 por cento do activo líquido no financiamento de projectos, até ao mês de Agosto.

Luanda /
05 Nov 2020 / 14:56 H.

Trata-se do Standard Bank Angola (SBA), Banco de Investimento Rural (BIR), Keve, Yeto e Finibanco Angola (FNB). Falta-lhes cumprir com os requisitos de números de projectos a financiar nesse âmbito.

Relativamente ao número de projectos, em termos acumulados, foram desembolsados 29 projectos, destacando-se quatro bancos, que concentram 55,17% dos projectos, especificamente BIC (6), FNB (4), BAI (3) e Valor (3).

Segundo o relatório do mês de Agosto, publicado pelo Banco Nacional de Angola (BNA), o total de novos créditos concedidos à economia situou-se em 114,51 mil milhões Kz, tendo aumentado ligeiramente em 799, 2 milhões, comparativamente ao mês de Julho. Foram influenciados, sobretudo, pelos fortes investimentos feitos nos sectores da Agricultura, Produção animal, Caça e Silvicultura. Em relação ao período homólogo, os dados apontam para um aumento significativo dos novos créditos à economia em 67,36 mil milhões Kz, ou seja, 142,87%, resultante das políticas de apoio ao sector produtivo.

O crédito foi maioritariamente concedido aos sectores da Agricultura, Produção animal, Caça e Silvicultura com 22,41 mil milhões Kz, Outras actividades de serviços colectivos, sociais e pessoais (20,79 mil milhões), Particulares (16,97 mil milhões) e o Comércio por grosso e a retalho (16,16 mil milhões).

A indústria transformadora (13,89 mil milhões) e a actividade imobiliária, alugueres e serviços prestados às empresas (11,93 mil milhões) representaram uma quota de 89,21% do crédito concedido.

Quanto à moeda, os dados apontam que 77,90% (89,20 mil milhões Kz) do total dos novos créditos foi concedido em moeda nacional e 22,10% (25,31 mil milhões) em moeda estrangeira, com uma diminuição de 12,75 mil milhões face ao período homólogo.

Crédito vencido

No que toca aos créditos vencidos, o documento assegura que se verificou um aumento considerável no sector de Actividade Imobiliária, na ordem de 81,45 mil milhões Kz, quando comparado ao período anterior. O mesmo cifrou-se em 119, 56 mil milhões Kz, superior aos novos créditos concedidos que foram de 5,05 mil milhões.

O crédito vencido, segundo o BNA, concentrou-se nos sectores de Actividade Imobiliária, Aluguer e Serviços Prestados às Empresas, com 81,66 mil milhões Kz, Particulares (17,14 mil milhões) e Comércio por grosso e a retalho (15,83 mil milhões).