Agência Nacional prioriza captação de investimentos

A Agência Nacional dos Recursos Minerais (ANRM) vai dar prioridade à captação de novos investimentos, atraindo mais empresas estrangeiras para o mercado nacional, afirmou, em Luanda, o presidente do Conselho de Administração, Jacinto Ferreira dos Santos Rocha.

Luanda /
23 Jun 2020 / 12:51 H.

Em declarações à imprensa, após a cerimónia de tomada de posse, orientada pelo ministro dos Recursos Mineirais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, o PCA da ANRM indicou que, numa primeira fase, a equipa vai trazer para o mercado nacional empresas internacionais que actuam no sector mineiro, dentre elas sul-africanas, canadianas, australianas, americanas e britânicas.

Consultor do ministro da Energia da África do Sul, entre 2013 e 2014, Jacinto Ferreira dos Santos Rocha referiu que, sendo Angola um País rico em recursos minerais, a missão é utilizar tudo que o País dispõe, respeitando as leis, sobretudo as relacionadas ao ambiente.

Vindo com uma experiência profissional da África do Sul, Ferreira dos Santos Rocha sublinhou que para que as empresas estrangeiras adiram ao mercado nacional, vai utilizar os sistemas já existentes, como a AIPEX e o Código Mineiro, principais instrumentos que facilitam a entrada das mesmas.

“Vamos atrair para o mercado angolano todas as empresas que actuam no sector”, reforçou Jacinto Ferreira dos Santos Rocha. Para esta missão e os grandes desafios que vêm pela frente, acrescentou, a equipa vai trabalhar com a ENDIAMA, principal chave para facilitar a cobertura do sector.

“Com o surgimento da Agência Nacional de Recursos Minerais, a ENDIAMA deixa de ser a concessionária nacional, passando a ser designada como uma empresa operadora do Estado”, destacou.