Recuperar estradas em Angola custa quatro vezes mais do que em Portugal, diz estudo

O custo médio de recuperação de estradas em Angola é quatro vezes maior do que em Portugal, segundo um relatório sobre o Custo de Desenvolvimento de Infra-estruturas no país.

Angola /
14 Mai 2019 / 16:29 H.

O estudo, referente ao período entre 2011 e 2014, foi apresentado hoje e é fruto de uma colaboração entre o Centro de Estudos e Investigação Científica (CEIC) da Universidade Católica de Angola e o Chr. Michelsen Institute (CMI), com o economista Alves da Rocha, um dos autores, a lamentar as dificuldades no acesso à informação.

Em declarações à agência Lusa, Alves da Rocha salientou que as dificuldades na obtenção de informação relativas aos projectos de obras públicas, razão pela qual, no estudo, não haver números sobre perdas para o Estado.

“As pessoas fechavam-se, os funcionários públicos que contactávamos, por razões evidentes e compreensíveis, não queriam dar a informação, ainda que os inquéritos normalmente fossem feitos sem a indicação dos nomes. Mas, ainda assim, não conseguimos grande coisa”, explicou o também director do CEIC.

Segundo Alves da Rocha, alguns dos dados foram obtidos através de comparações internacionais com países onde os estudos “são feitos com maior abertura e transparência”.

“Através de uma comparação em termos da legislação, de regulamentos, foi possível ir identificando as falhas na tal cadeia de valor do investimento público. Mas, em relação aos custos concretos, é muito difícil determiná-los, porque tinha de ser caso a caso, projecto a projecto, e o Estado tem várias centenas, se calhar, até milhares de projectos de natureza pública”, frisou.