Primeiro-ministro da Guiné-Bissau denuncia tentativa de golpe de Estado

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Aristides Gomes, denunciou segunda-feira à noite, numa publicação na sua página do Facebook, uma tentativa de golpe de Estado para tentar impedir a realização de eleições presidenciais.

22 Out 2019 / 12:07 H.

O momento exige de cada um a máxima atenção e vigilância porque o país está a ser empurrado para uma situação de subversão da ordem constitucional por pessoas que querem a todo o custo chegar ao poder. Está em preparação um golpe de Estado com vista a interromper o processo da preparação das eleições presidenciais de 24 de Novembro”, pode ler-se na publicação dirigida aos guineenses.

A Guiné-Bissau realiza eleições presidenciais a 24 de Novembro, estando a segunda volta, caso seja necessária, marcada para 29 de Dezembro. A campanha eleitoral, na qual vão participar 12 candidatos aprovados pelo Supremo Tribunal de Justiça, vai decorrer entre 01 e 22 de Novembro.

Umaro Sissoco Embalo, antigo primeiro-ministro guineense e dirigente do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15), é candidato às eleições presidenciais, marcadas para 24 de Novembro.

Temas