Supremo espanhol confirma rebelião de Puigdemont

O Tribunal Supremo de Espanha confirmou a situação de rebelião de Carles Puigdemont e dos seus antigos conselheiros Clara Ponsatí, Lluís Puig, Toni Comín e Meritxell Serret, avança o Catalunya Press.

11 Jul 2019 / 17:41 H.

O Tribunal Supremo de Espanha confirmou a situação de rebelião de Carles Puigdemont e dos seus antigos conselheiros Clara Ponsatí, Lluís Puig, Toni Comín e Meritxell Serret, avança o Catalunya Press. A declaração de rebeldia por parte do juíz do Supremo, Pablo Llarena, tinha acontecido há um ano.

O Supremo também ratificou a aplicação do artigo 384 da lei espanhola que já tinha resultado na suspensão do exercício de cargos públicos do antigo presidente da Generalitat e dos seus antigos conselheiros.