Powell responde a Trump: “Tenho um mandato de quatro anos e pretendo cumpri-lo”

A guerra de palavras entre os presidentes da Fed e dos Estados Unidos não dá sinais de quebra. “A lei é clara”, disse Powell sobre o mandato, depois de Trump ter mostrado reticência quando questionado sobre um eventual plano para demitir o ‘chairman’ do banco central.

EUA /
20 Jun 2019 / 10:06 H.

Donald Trump tem repetidamente questionado a capacidade do actual presidente do Reserva Federal em dirigir a política monetária norte-americana, de forma pública, e terá, em privado, até considerado demiti-lo. Jerome Powell aproveitou a conferência de imprensa que se seguiu à reunião de dois dias do Federal Open Market Committee (FOMC) para mostrar firmeza no posto.

Questionado sobre o que faria se o presidente norte-americano ligasse ou publicasse um tweet a dizer que Powell não pode continuar à frente da Fed, o chairman do banco central foi directo. “Creio que a lei é clara que eu tenho um mandato de quatro anos e tenho toda a intenção em cumpri-lo”.

Trump tem escrito várias mensagens no Twitter a criticar a relutância da Fed em cortar as taxas de juro, chegando mesmo a dizer que o banco central é o maior problema da economia dos Estados.

Esta quarta-feira, questionado sobre uma notícia da Bloomberg que dizia que teria em fevereiro consultado advogados da Casa Branca sobre as bases legais para despedir Powell, o presidente norte-americano respondeu: “Vamos ver o que ele [Powell] vai fazer”.