Hong Kong quer eliminar todos os veículos de combustíveis fósseis em 20 anos

Hong Kong quer eliminar gradualmente todos os veículos comerciais e públicos de combustíveis fósseis nos próximos 10 a 20 anos e substituí-los por modelos elétricos, de forma a melhorar a qualidade do ar.

China /
29 Out 2019 / 14:11 H.

“Quando o mercado de VE estiver mais maduro, estaremos preparados. Não seremos capazes de atender à procura se não agirmos agora”, disse.

Estes estacionamentos para carregamento de veículos eléctricos deverão cobrir 60.000 carros em toda a cidade.

Daqui a três anos, um quarto de todos os lugares de estacionamento em Hong Kong deve ser compatível com o carregamento de veículos eléctricos, acrescentou o responsável pelas políticas ambientais da antiga colónia britânica.

Em agosto, de acordo com o South China Morning Post, havia 12.195 veículos eléctricos aprovados para uso rodoviário em Hong Kong. No mesmo mês em 2010, existiam apenas 100.

Os 12.195 veículos eléctricos representam 1,8% dos carros particulares na cidade. Em Pequim, por exemplo, nota o jornal de Hong Kong, essa percentagem é de 2%.

Estes números contrastam com Shenzhen, a poucos quilómetros de Macau, uma das mais importantes cidades chinesas e o centro tecnológico do país.

Esta cidade, vizinha de Hong Kong, atingiu no início deste ano um novo marco ambiental: ter uma frota de táxis composta quase totalmente por carros eléctricos.

Desde o início do ano, 99% dos 21.689 táxis que operam na cidade são alimentados a energia eléctrica.