Guterres alerta para crescente ameaça das mudanças climáticas na paz e segurança mundiais

O secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou esta quarta-feira, nas ilhas Fiji, sobre o crescente perigo para a paz e a segurança mundiais representado pelas mudanças climáticas, que afetam significativamente o arquipélago do Pacífico.

15 Mai 2019 / 14:06 H.

“Os estrategas militares vêem claramente a possibilidade dos impactos das mudanças climáticas aumentarem as tensões em torno dos recursos e originarem movimentos maciços de pessoas em todo o mundo”, declarou Guterres, na cimeira do Fórum das Ilhas do Pacífico.

O responsável lembrou que as temperaturas e os desastres naturais estão a tornar-se cada vez mais extremos, e sublinhou que a mudança climática vai afectar seriamente a segurança alimentar devido à salinização da água e à perda de áreas de cultivo, bem como os sistemas de saúde públicos nos países mais vulneráveis.

Em 2016, mais de 24 milhões de pessoas de 118 países e territórios foram forçadas a abandonar as suas residências devido a desastres naturais, três vezes mais do que o número daquelas deslocadas pelos conflitos no planeta, de acordo com dados da ONU.

Guterres também destacou a experiência histórica das ilhas do Pacífico na adaptação perante vários fenómenos climáticos e pediu uma maior cooperação da comunidade internacional com esta zona do mundo para lidar com os efeitos das alterações climáticas.

O secretário-geral da ONU está na Oceânia sobretudo para abordar os crescentes problemas causados pelas mudanças climáticas e pela ameaça que representa para os mares e oceanos do planeta que, com o aumento dos níveis da água devido ao aquecimento global, está a causar a perda de terras das ilhas do Pacífico.