EUA aplicam sanções a agência de contrainteligência da Venezuela

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira a aplicação de sanções à Direcção Geral de Contrainteligência Militar (DGCIM) da Venezuela, após a suposta morte por tortura do militar Rafael Acosta, preso naquele centro sob a acusação de conspirar contra o presidente Nicolás Maduro.

11 Jul 2019 / 17:22 H.

As sanções implicam o bloqueio de todos os activos e activos que a DGCIM tem directa ou indirectamente sob a jurisdição dos Estados Unidos, bem como a proibição de qualquer transacção legal envolvendo indivíduos e entidades americanas.

Temas