Erdogan anuncia graves cortes das taxas de juros na Turquia

O presidente turco pretende reduzir a inflação de mais de 15% para um dígito até ao final do ano e também traçou uma meta para as taxas de juros no mesmo período.

15 Jul 2019 / 09:52 H.

O presidente Tayyip Erdogan anunciou que a Turquia fará graves cortes nas taxas de juros, informa a agência “Reuters” este domingo, citando a estação “Haberturk”.

O presidente turco pretende reduzir a inflação de mais de 15% para um dígito até ao final do ano e também traçou uma meta para as taxas de juros no mesmo período, uma semana depois de ter substituído o governador do banco central.

A taxa básica de juros da Turquia subiu para 24% em setembro do ano passado para conter uma queda acentuada na lira. O banco central manteve-se inalterado desde então, à medida que a economia entrou em recessão, para evitar novas perdas na moeda.

Os economistas do país esperam que o banco central, sob o novo governador Murat Uysal, reduza os juros em 200 pontos-base na próxima reunião de fixação das taxas, marcada para o dia 25 de julho.

2Temos uma certa meta nas taxas de juros até ao final do ano. Também conseguiremos isso. Vamos reduzi-las de maneira séria. Quando forem reduzidos, a inflação será reduzida significativamente”, afirmou Erdogan.

Na semana passada, Erdogan, um crítico frequente das altas taxas de juros, demitiu o ex-presidente do banco central Murat Cetinkaya porque este não seguiu as instruções sobre as taxas e que o banco não cumpriu adequadamente o seu papel.