Mumpasi soma e segue no mercado da arte internacional

O artista angolano inaugurou a exposição individual, Human Nature, com cerca de 30 pinturas e colagens e a performance “Lumière du monde” no OpenArtExchange.

Angola /
10 Jun 2019 / 14:52 H.

Depois de muitas exposições individuais e colectivas em África, Brasil e Europa e recentemente vários prêmios internacionais, na sua primeira grande exposição retrospectiva europeia. A exposição mostra algumas pinturas em mosaico da série, que foram premiadas no Brasil no ano passado e no início deste ano. A maioria das obras expostas são inéditas, entre elas uma nova série de grandes pinturas cabeção de água, uma grande colecção de telas tecidas com batiks em diferentes estilos, bem como diferentes técnicas em colagens de papel sobre tela.

Meso abriu a “Human Nature” com a performance “Lumière du monde”, que se refere à beleza Akashica e esta fonte universal de energia, que alimenta a natureza humana e inspira e conecta todos os seres humanos ao redor do globo para viverem em equilíbrio entre si e a natureza ao redor deles.

“Ainha arte traz a mensagem Akashica de beleza para todos os corações e todos os lares, porque somos todos humanos e todos podemos sentir isso. O Akáshico é para mim a fonte universal de energia que nos alimenta a todo.

Algumas pessoas o chamam de Deus, outros o chamam de universo ou natureza. Para mim, é a fonte de toda inspiração, como uma consciência universal ou Deus. Eu sou um artista muito intuitivo”, justificou o artista.

Com essa grande exposição, Meso mostra seu desenvolvimento total e crescimento no anos passado, tanto em termos de ampliar suas técnicas de mosaico e paletas de cores diferentes, como também em sua capacidade de criar grandes peças centrais nessas técnicas.

Trata-se da segunda vez do artista no OpenArtExchange, sendo que a estreia foi no ano passado na exposição #InnerCities e na exposição “Vruchtbare grond” no Museu Stedelijk Schiedam. E também participou da exposição Geuzenmaand no Museu / Kade40 em Vlaardingen e recentemente na mini exposição no Teatro Aan de Schie, durante o show de raízes africanas de Sint Radboud.

Ao longo de sua carreira, Mumpasi Meso foi fascinado pela natureza humana e espiritualidade. Investiga como as pessoas são parte da natureza e do universo mais amplo, como as pessoas estão essencialmente conectadas em suas vidas diárias e comportamento. Seu trabalho é uma busca positiva pela natureza humana, por emoções, experiências, sentimentos e percepções que se conectam. Com técnicas sempre em mudança, ele consegue tirar as pessoas de suas preocupações diárias através de belas orquestrações rítmicas de cores e formas em vários materiais, que mostram a nossa humanidade e proporcionam reconhecimento universal.

O OpenArtExchange é um centro de arte internacional que apoia e conecta artistas não ocidentais ao mundo da arte e cultura ocidentais, através de programas de intercâmbio ativos com artistas locais, incluindo artista-em-residências e exposições a partir da sua localização atual em Schiedam, bem como através da representação na feiras de arte européias.