TAAG suspende voos para Maputo e Rio de Janeiro

A TAAG (Linhas Aéreas de Angola) deixa de voar, a partir de dia 24, para a capital de Moçambique - Maputo -, no período nocturno, assim como temporariamente, em geral, para a cidade brasileira do Rio de Janeiro, por se tornarem pouco rentáveis para a empresa.

Angola /
25 Out 2019 / 11:58 H.

Para Maputo, a companhia angolana vai manter apenas as duas frequências diurnas das quartas e sextas-feiras, enquanto para o destino sul-americano, vai transferir essa tarefa a outras congéneres com as quais tem acordos de “Spa” e “code-share” (partilha de serviços).

Nesta conformidade, realiza a última operação à noite para o país africano às 20h00, com pelo menos 39 passageiros a bordo do Boeing 777-700 NG. Enquanto isso, a viagem final entre Luanda e Rio de Janeiro aconteceu às 11h00, com o aparelho B777 – 200 ER, com 75 pessoas.

Esse avião regressa ao país, às 06h00 de sexta-feira, pondo fim a uma actividade de mais de uma década, explicou à Angop, Alípio de Azevedo, sub-director de Planeamento e Horários da Direcção Comercial da TAAG, que se limitará a operar a rota Luanda/São Paulo.

“Para esta cidade brasileira a TAAG dispunha de suas frequências semanais, através dos voos 741 e 743, respectivamente aos domingos e às quintas-feiras, com regresso às segundas e sextas-feiras”, – lembrou, sublinhando que para os dois casos os custos superam as receitas.

Lamentou particularmente o facto de existir uma comunidade angolana considerável no Rio de Janeiro, pelo que informa que a companhia de bandeira continuará a vender bilhetes para esta cidade, para onde os seus passageiros passarão a depender das “airlines” Gol, Azul e Latam.

Temas