SADC: comércio regional depende de investimentos em infra-estruturas

A conclusão é da Confederação das Indústrias da Tanzânia à margem da Semana da Industrialização da SADC, que decorre desde dia 5 e vai até 9 de Agosto corrente, no quadro da 39ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da SADC que decorrerá até ao dia 18 deste mês na Tanzânia.

07 Ago 2019 / 14:36 H.

O sucesso da industrialização dos países da SADC depende de investimentos em infra-estruturas, uma situação que impede o comércio regional, por intermédio das exportações, entre os países que integram o bloco regional, diz a Confederação das Indústrias da Tanzânia com base em dados do banco central do referido país.

Segundo o jornal digital The Citizen, versão tanzaniana, os Estados membros da SADC comprometeram-se a coordenar seus regimes de investimentos e a cooperar para a criação de um clima de investimentos favorável em todo o bloco regional. O objectivo é a remoção de barreiras comerciais que atrasam o comércio e o desenvolvimento intra-regional.

A Semana Industrial da SADC é uma plataforma anual de debate que visa promover novas oportunidades para o comércio e investimentos no desenvolvimento de cadeias de valor transfronteiriças na região intra-africana.

Integram a SADC 15 países, nomeadamente, Angola, Botsuana, Comores, República Democrática do Congo, Eswatini, Lesoto, Madagáscar, Malawi, Maurício, Moçambique, Namíbia, Seychelles, África do Sul, República Unida da Tanzânia, Zâmbia e Zimbábue.