Estados Unidos e México procuram evitar tarifas

O conselheiro para o comércio da Casa Branca, Peter Navarro, e o senador republicano, Chuck Grassley, afirmaram que o plano dos Estados Unidos de impor tarifas sobre produtos mexicanos pode não entrar em vigor, ao contrário do que prometeu o Presidente Trump.

EUA /
06 Jun 2019 / 11:03 H.

Navarro disse à cadeia televisiva CNN que as tarifas, que entrariam em vigor na próxima semana, podem não ser necessárias porque os Estados Unidos têm agora “a atenção dos mexicanos” sobre deter a imigração ilegal.

Trump anunciou na semana passada que iria impor tarifas de cinco por cento a todos os produtos importados do México, como penalização pelo facto de o Governo mexicano não tomar medidas para parar a imigração ilegal.

Nesta quarta-feira, representantes do México encontram-se com o vice-presidente americano, Mike Pence, para apresentar as medidas que tentam tomar para evitar as tarifas.

Na Irlanda, Donald Trump afirmou que o México quer fazer um acordo para evitar as tarifas, mas que se o país não adoptar medidas para controlar o fluxo de imigrantes as taxas entrarão em vigor.

“O México pode parar com isso. Eles têm que parar, ou não será possível fazermos negócios. É algo muito simples. E acho que eles vão parar. Acho que eles querem fazer algo. Acho que eles querem fazer um acordo”, disse Trump.

O Presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, afirmou estar optimista de que as negociações podem terminar em acordo.

“Acreditamos que essas tarifas podem não entrar em vigor exactamente porque temos a atenção dos mexicanos”, sublinhou Navarro.